segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Resvalar

Sempre à margem
Orlando
Observando
No gerúndio
Estapafúrdio
Eluando

Sempre por perto
Espreitando
Conspirando
De soslaio
Qual lacaio
Eluando

Sempe ao redor
Mofando
Aguardando
Á beira
Qual poeira
Eluando

Sempre às portas
Esperando
Murmurando
Em um canto
Parvo de espanto
Até quando?
Até quando?
Eluando?

2 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkk, até quando, Eluando?
    Que triste mais cômico. Gostei! rs


    Beijo!

    ResponderExcluir